Alvaron

Dicas valiosas para novos pequenos empreendedores online no Brasil

Recentemente, houve muitas mudanças forçadas a que todos nós fomos obrigados a nos adaptar.

Ficar milionário rapidamente do nada, é uma exceção e não a regra.

Captar centenas de milhares de Reais para uma startup também não é para todos.

A maioria dos brasileiros vive na informalidade, e precisa antes de mais nada sobreviver.

Diante deste cenário ainda se impuseram mais dificuldades:

  • Seleções para empregos formais longas ,com centenas de candidatos por vaga
  • Baixa remuneração por serviços prestados à companhias estrangeiras em “APPs”
  • Crédito praticamente inexistente para pequenos empresários

Para muitos, simplesmente tornou-se uma guerra ganhar a vida.

Os guerreiros empreendedores brasileiros

Grandes empresários surfavam na onda e aproveitavam as facilidades do online.

Pequenos empreendedores começaram a surgir como verdadeiros guerreiros involuntários.

Um lado contava com benesses estatais e crédito de bancos.

O outro foi obrigado a tirar do nada alguma possibilidade.

Surgiu um movimento similar ao dos artesãos que inesperadamente se livraram dos senhores feudais um dia.

Pessoas produzindo para pessoas, numa relação causa efeito orgânica entre oferta e procura.

Os brasileiros perceberam que com um smartphone com WhatsApp e com uma chave PIX muita coisa é possível.

Com mais de 14 milhões de empregados segundo o IBGE, os brasileiros começaram a enfrentar a guerra pela sobrevivência.

Um cenário complicado, com oportunidades comuns de emprego cada vez mais raras e concorridas.

E muitos deles decidiram fazer sua guerrilha como empreendedores.

Na trilha dos gigantes do online

A migração “forçada” para as compras online, claro beneficiou as grandes marcas, e isso foi bom.

No vácuo destes grandes players ao menos um grande vetor positivo surgiu para as pequenas empresas:

As pessoas em geral perderam o medo.

Se acostumaram e a gostar comprar online.

Uma boa parte dos consumidores na verdade começou a preferir pedir pela internet.

Logo, surgiram oportunidades que não existiam antes.

Onde há procura, sempre acaba aparecendo oferta.

Foi assim que muitos pequenos empreendedores começaram a trabalhar.

Explorando nichos singulares que impulsionaram seus negócios.

Possibilidades diversas para um tempo de incertezas

Com as mudanças para online do consumo, algumas coisas foram mudando:

  • As novidades da moda, que antes eram descobertas em lojas físicas começaram a aparecer pelo Instagram
  • As comidinhas e alimentos saudáveis podiam ser pedidos por APPs e pelo WhatsApp
  • Com uma busca no Google, os métodos e serviços para melhorar a vida ou aprender algo se multiplicaram

Então, se a cozinha de casa está pronta e alguém sabe fazer bolos gourmet ou preparar açaí, está aí uma oportunidade de vender online.

Se alguém tem uma ideia original de criar bolsas tricotadas com novos materiais, acaba de surgir um novo e-commerce com PIX pelo WhatsApp.

Quando alguém com formação adequada, se dispõe a dar aulas de educação financeira online pelo Google Meet, está aí mais um negócio online de prestação de serviços.

Estou citando aqui exemplos reais de pequenas empresas, que vi surgir e prosperaram nos últimos tempos.

Alguns detalhes importantes para o sucesso

Estes pequenos empreendedores que além de ganhar sua vida online estão prosperando, têm algumas características.

São pessoas que não seguem fórmulas mágicas ensinadas em cursos.

Tampouco, se apegam a ideias que existem grandes investimentos, ou planos mirabolantes apesar de inovadores.

São empreendedores pé no chão, que com o básico, criam produtos e serviços que podem de fato entregar, e se dedicam de corpo e alma a sobreviver e prosperar.

Alguns detalhes importantes que observei atendendo pequenas empresas que queriam iniciar ou prosperar online na última crise:

  • Os investimentos devem ser mínimos, e racionais, por isso muitos operam online a partir de suas casas
  • O Instagram é a rede social mais efetiva(o Youtube também ajuda muito)
  • É fundamental saber atender bem e vender pelo WhatsApp  – Comentamos a importância do WhatsApp no post WhatsApp: um grande aliado do seu site e do seu negócio
  • A criação de uma landing page, página de vendas ou site simples, faz a diferença na credibilidade e confiança
  • Usar grupos de Facebook para divulgar, como o do bairro, é uma ótima ideia
  • Enviar emails e WhatsApp para amigos, familiares e colegas contando sobre o negócio é um bom impulso inicial
  • O negócio deve ser baseado em uma capacidade real de produzir um produto ou entregar um serviço
  • Pode ser também baseado na capacidade de vender um produto que realmente entende e conhece

Concluindo

Todos os pequenos empreendedores que vi surgirem e sobreviverem na crise, atingindo um novo patamar na carreira e prosperidade em muitos casos, primavam pela simplicidade e pela escolhas pragmáticas.

É mais uma questão de pensar bem se há capacidade de produzir e entregar algo no dia a dia, e se há pessoas que pagariam por isso.

Ou seja, poderíamos dizer que são fatores para o sucesso:

  • O produto ou serviço terem boa qualidade
  • Existir de fato um público que consuma o que é produzido ou entregue
  • O atendimento, as vendas e entregas funcionarem bem
  • O que é vendido ser encontrado procurando no Google e nas redes sociais
  • Haver comprometimento e dedicação

Uma vez que sejam observados estes fatores, a tendência é que surja mais uma pequena empresa de sucesso.

Se você quer criar uma landing page, página de vendas ou site simples para divulgar e promover sua pequena empresa na internet, peça um orçamento sem compromisso pelo WhatsApp.

 Telegram