Alvaron

A concorrência entre Google e TikTok no mercado de buscas

A geração Z surpreende muitos com sua maneira de usar a tecnologia.

Algum tempo anos atrás, especialistas em SEO descobriram que crianças preferiam usar o Google Images em vez de usar a busca usual do Google.

Agora, alguns especialistas do próprio Google, revelam que muitos jovem usam apenas o TikTok para fazer suas buscas.

Mas será que o TikTok pode tirar a liderança em buscas do Google?

Quais são os fatos e dados por trás do buzz?

O que muda com esta concorrência?

E o que essa concorrência pode ensinar às empresas?

O TikTok já é o principal concorrente de redes sociais importantes

O TikTok surgiu como um forte concorrente do Instagram.

Logo acabou se revelando também como um grande concorrente do YouTube.

Há alguns meses, surgiram estatísticas, garantindo que o TikTok começou a atrair mais público adulto.

Isso preocupou as redes sociais em geral, e principalmente as que já reconheciam o Tik Tok como concorrente.

O Youtube e o Instagram inclusive desenvolveram novos recursos para rivalizar com as funcionalidades e dinâmicas do TikTok.

No entanto, ninguém esperava esta concorrência no âmbito da busca, com o Google líder há 20 anos entre os buscadores.

O TikTok é preferido para buscas para grande parte dos jovens

De acordo com dados recentes, 40% da Geração Z prefere buscar no TikTok em vez de utilizar o Google ou Google Maps.

Embora possa não fazer sentido à primeira vista, é importante considerar alguns fatores:

1) Esta rede social oferece mais recursos visuais do que a busca do Google
2) A Geração Z está familiarizada com essa redes social
3) Os jovens preferem pesquisar nela por os resultados serem visualmente mais atraentes

O vice-presidente sênior do Google, Prabhakar Raghavan, relatou com preocupação que 4 em cada 10 jovens não usam o Google quando procuram um local em uma cidade.

O internauta médio usualmente faria uma pesquisa no Google e depois acessaria o Google Maps para localizar e saber mais sobre um lugar antes de se deslocar.

Já a Geração Z gosta de ficar no TikTok ou no Instagram para esse tipo de busca.

Isso ocorre porque preferem ver alguém mostrando com vídeos e fotos como chegar a um lugar.

Eles também gostam mais de ver alguém mostrar visualmente as características do local, do que ler ou visualizar as mesmas informações de modo mais estático.

Veja também Como pequenas empresas podem influenciar clientes pelo TikTok e Instagram

O Google está trabalhando sério para manter a liderança

O Google está preocupado com a concorrência do TikTok nas buscas.

A liderança nas buscas é o que garante o sucesso de outros produtos e serviços da empresa, como o Google Ads e Adsense.

Como o TikTok já possui seu sistema próprio de publicidade, pode tornar-se cada vez mais uma opção atraente para as empresas divulgarem suas marcas.

Porém, o Google está trabalhando para tornar sua busca mais atraente para os jovens.

As mudanças incluem evoluções no Street View, Google Lens e recursos previstos usando mais aspectos visuais e a realidade aumentada.

Restaurar o apelo da busca do Google com os jovens pode ser um bom desafio para o Google.

O Google é o melhor mecanismo de busca, e isso se deve muito à capacidade de resolver os problemas dos internautas.

Com os mais jovens acreditando que o TikTok é mais intuitivo e fácil de usar para buscas, neste nicho está surgindo o concorrente mais forte do Google em 20 anos.

O que muda com o TikTok concorrendo com o Google por parte das buscas?

Surgiu uma tendência clara de valorização do combo experiência + informação, em relação à informação mera e simples. A Geração Z tem seus aspectos positivos e negativos, como qualquer geração. Um aspecto positivo que ela trouxe ao mundo foi sedimentar a ideia de que experiências de vida podem valer mais do que coisas concretas.

Assim, faz todo o sentido preferir assistir uma pessoa mostrando como é viver o caminho até um lugar. É bem mais rico do que acessar um mapa. Faz mais sentido ainda assistir uma pessoa mostrando sua experiência real com um local. É bem mais abrangente do que ler uma lista de características, recursos e facilidades.

Este advento do TikTok concorrente com o Google nas buscas, é sim um divisor de águas. As empresas vão precisar pensar fora da caixa. Vão precisar produzir textos, vídeos, fotos, conteúdo, de pessoas de verdade, para pessoas de verdade. Mais do que nunca. Há algum tempo a experiência passou a contar demais ao visitar um restaurante ou uma loja. Agora fica claro que a coerência e solidez da experiência são fatores de valorização do conteúdo digital.

Ironicamente, o mundo que pretende ser mais automatizado, virtual e capaz de prever comportamentos e preferências,  foi surpreendido. Um dos instintos básicos humanos é a busca da descoberta. Então, os mais jovens estão buscando no mundo digital viver algo real. Algo que realmente satisfaça o desejo de descobrir. É uma tendência que contagiará todas as gerações.

Este contágio já se consolidou em muitos termos. Um bom exemplo, vem da bilionária plataforma de jogos online Roblox. Ela é considerada por muitos especialistas no conceito de multiverso, uma das mais imersivas. Os jogadores que visitam seus games são transportados mentalmente a outros universos. Não por acaso, o menu de jogos disponíveis teve seu nome mudado para experiências. É uma mudança simples, mas profunda em termos conceituais.

Mas será que o Tik Tok realmente poderá vencer o Google como mecanismo de busca?

O Google ainda é o líder e será muito difícil de superá-lo

Bem, todos estão falando na internet sobre a preferência dos jovens pelo Tik Tok.

Só que como sabemos, não há apenas jovens no mundo.

Pelo contrário, a população mundial está envelhecendo, com a faixa etária de 65 anos ou mais crescendo mais velozmente.

E mais, hoje esta faixa etária e as outras entre 65 anos e 50 anos, está plenamente integradas à tecnologia.

Para estas faixas, que sabem usar o WhatsApp, Instagram, Youtube, Facebook, e também o TikTok, o Google ainda é imbatível nas buscas.

O bordão “joga no Google” ainda faz todo o sentido para quem procura conteúdo valioso e confiável na internet, e especialmente para quem usa a internet comercialmente.

Quem procura artigos médicos, técnicos, ou científicos, tutoriais de profissionais com autoridade, sites, onde se pode saber tudo sobre fornecedores, recorre ao Google.

Na verdade, a maioria absoluta das pessoas que não fazem parte da Geração Z recorre ao Google para procurar conhecimento sólido, produtos e serviços, empresas confiáveis.

O Youtube que pertence ao Google, é o segundo mecanismo de busca mais popular, e o segundo site mais acessado no Mundo, atrás apenas… do Google.

É verdade que no Brasil por exemplo, a faixa etária que mais acessa as redes no Brasil é entre 16 e 24 anos, em busca principalmente de diversão e entretenimento.

Por outro lado, a faixa dos 50 mais foi a única que cresceu entre consumidores no e-commerce(segundo dados da pesquisa Webshoppers, com dados de 2021). Ela respondeu por 33,9% das compras online.

Historicamente, o maior público que compra pela internet não é dos mais jovens, mas sim de adultos de 35 a 49 anos(33,2%).

Portanto, as manchetes realmente criam um buzz inquietante. Porém, com uma boa e velha análise de fatos e dados, o cenário fica sempre um pouco mais claro.

O que podemos concluir sobre este cenário TikTok vs. Google?

Concluindo, podemos afirmar que o TikTok é sim uma nova força muito relevante na internet e pode crescer mais e mais.

Porém, o mundo é muito grande, com muitas pessoas conectadas, e perfis e interesses muito diversos. A internet ainda tem muito espaço para novas redes sociais, sites, ferramentas e soluções.

De forma geral, o Google se tornou a porta de entrada, ponto inicial, e melhor busca para a maioria das pessoas. Não há no momento outro player capaz de mudar radicalmente isso.

O que no entanto não impede a ascensão do TikTok e outras redes sociais ou sites em um nicho, ou vários nichos específicos.

O TikTok pode até vencer de fato em determinadas buscas, de pessoas mais jovens. Elas em geral procuram entretenimento e diversão.

Tudo muda quando a busca é de pessoas ainda jovens(ou não), com um enfoque de busca mais profissional, comercial, ou acadêmico.

Então o crescimento do TikTok, é muito bom para a internet como um todo. Ele força a evolução  dos concorrentes, e mostra que tudo pode mesmo mudar rápida e surpreendente na internet. Afinal, o Yahoo já foi o principal mecanismo de busca e o Internet Explorer o browser mais popular. Mas o Google ainda é o melhor e mais popular mecanismo de busca.

Agora quem será o líder futuro das buscas na internet, das redes sociais de fotos, de vídeos, só o tempo dirá.

O que essa concorrência pode ensinar às empresas?

Em primeiro lugar, a importância de nichos e segmentos. Se você quiser atrair jovens para seu negócio, você deve ir correndo criar um perfil no TikTok. Se o seu negócio for físico, faça um vídeo mostrando como chegar. Crie vídeos com a linguagem da plataforma mostrando os pontos positivos de seus produtos e serviços.

Em segundo lugar, veja como é importante buscar informações e dados. A notícia da moda é que o TikTok estará possivelmente superando o Google nas buscas da Geração Z na internet. No entanto, com um pouco de pesquisa, vimos que isso sim, é verdade em certos termos. Mas não é totalmente verdade sob certos ponto de vista. Por isso, é importante pesquisar. Comece com seu público, como mostramos em Use a pesquisa de mercado para se diferenciar dos concorrentes.

Em terceiro lugar, fica claro que a empresa conhecendo como se divide o seu público, deve procurar fazer esforços práticos. Eles serão maiores nas redes sociais mais populares entre seus clientes e potenciais clientes. Mas não é só isso. Deve também haver sempre que possível, algum esforço mínimo em redes mais populares de modo geral. Assim, aumentará as chances de chamar a atenção de novos potenciais clientes para além dos segmentos prioritários.

Em quarto lugar, como vimos através dos dados, há um público majoritário que necessariamente não se enquadra em perfis e tendências. Por isso não gera buzz com notícias tão frequentemente, mas ainda assim é um público muito relevante de fato. Então o lugar certo para que a maioria das pessoas te encontrem, ainda é o Google, e assim será por um bom tempo.

Finalizando, a gente pode imaginar um pouco do futuro

As pessoas vão buscar por texto, ou voz(que acaba convertida em textos). Se você tiver textos bons e relevantes em seu blog, site, e-commerce, página de vendas ou landing page, aliados a um bom conteúdo de vídeos e imagens em suas redes sociais, isso deverá potencializar seu tráfego orgânico. É o que explicamos em As diferenças entre investir em tráfego pago e tráfego orgânico.

A tendência no momento é que o Google se mantenha líder nas buscas em geral. Porém com o surgimento de novas redes sociais, principalmente as de sucesso e relevância, como TikTok, algumas buscas de segmentos e nichos talvez façam mais sentindo dentro destas próprias redes sociais.

Então, a criação de um site para sua empresa, será como construir um Hub. Não haverá um limite na mente das pessoas entre redes sociais e sites. Elas vão procurar viver uma experiência imersiva com sua empresa na internet. O que vai fazer elas serem atraídas, permanecerem mentalmente focadas por algum tempo, suficiente para eventualmente clicarem para contatar e comprar, será um mix de conteúdos. Vindos do site e das redes sociais.

Assim, os clientes e potenciais clientes poderão vir das redes sociais diversas(por exemplo pelo link da bio), e constatar que sua empresa é muito mais do que conteúdo interessante e divertido. É um negócio de confiança, que tem credibilidade e entende realmente do que produz, como mostramos em O futuro do site da pequena e média empresa: integrando mídias sociais e tecnologias sob uma única marca.

Estes mesmos visitantes, encontrarão seu site Google. E ao sentirem que seu negócio tem expertise e credibilidade, vão querer conhecer e interagir com sua empresa nas redes sociais.

Tudo isso mostra que no âmbito comercial, a concorrência sempre fará parte do jogo. Porém, no âmbito da estrutura, funcionalidade e propósito, a internet é sobre descentralização, inovação, interatividade e integração.

Felizmente, nenhuma empresa ou player até hoje teve o monopólio sobre estes fatores, e provavelmente nunca terá.

Tecle pelo WhatsApp para um orçamento sem compromisso de criação de site para sua empresa

 Telegram