Alvaron

Como se destacar nas buscas do Google sem gastar dinheiro

O mistério do Google

Uma pergunta frequente de clientes é: “como vou me destacar no Google, como vou aparecer melhor nos resultados de busca do Google?”.

As mudanças algoritmos do Google já chegaram a milhares desde que ele passou a ser o mecanismo de busca mais popular da  internet, e a verdade é que ninguém tem certeza absoluta de como eles funcionam, embora haja muitos indícios e técnicas que funcionam, e profissionais e agências empregam.

Pode parecer muito difícil para uma pequena empresa se destacar no Google, mas nesse post destacamos dicas que podem ajudar a sua empresa a se posicionar melhor nos resultados de busca.

Entendendo o negócio básico do Google

O Google não é tão misterioso e exigente quanto parece. Na verdade com alguns cuidados e táticas básicas você já melhora as chances de aparecer melhor nas buscas. Precisamos voltar no tempo para entender melhor.

O Google nem sempre foi o mecanismo de busca mais popular da internet. Antes dele surgir e decolar, Yahoo e Cadê eram nomes que faziam muito mais sentidos para os internautas.

Tudo mudou quando o Google surgiu com uma nova tecnologia, que permitia entregar resultados melhores aos internautas, com mais novidades e atualizados mais agilmente. Então é disso que o Google vive. Entregar resultados relevantes, precisos, de qualidade. Se algum dia alguém fizer isso melhor, o Google poderá ficar em segundo plano.

Então o Google se esforça para quando uma pessoa procura “pousadas em Garopaba”, entregar a melhor experiência, os melhores links, imagens, vídeos e informações sobre o que está sendo procurado.

Só que ele não produz estes conteúdos, ele busca e entrega. Então, a conclusão lógica é: se eu tenho bom conteúdo, bons textos, fotos, vídeos, etc, sobre determinado assunto, estou jogando o jogo do Google, logo meu site, blog ou landing page tende a ser encontrado mais facilmente.

Jogando o jogo do Google pra ganhar

Claro, uma coisa é entender o jogo, outra é jogar para ganhar.

Busque o nome de uma empresa grande e bem conhecida no Google. Caso ela tenha o mínimo de cuidado com a internet, você vai encontrar um bloco com a localização e detalhes, fotos, vídeos, os links de redes sociais e claro, os links vindos do site da empresa.

Veja que acontece quando buscamos Coca Cola(clique na imagem para aumentá-la).

Tomando como referência os resultados desta busca por uma empresa que se preocupa com seu negócio em relação à internet, você tem que estar atento a alguns pontos centrais, se quer mesmo se destacar no Google:

  • Os resultados em geral aparecem em médio e longo prazo, é preciso se dedicar
  • Você terá que pensar em ter um post, dica, artigo, novo em seu site pelo menos uma vez por semana
  • Não adianta postar qualquer coisa. Seu conteúdo tem que ser capaz de resolver um problema, trazer uma inovação, uma notícia interessante, um ponto de vista marcante, ou ajudar alguém a entender melhor algo ou melhorar alguma coisa
  • Seu site precisa ser responsivo, funcionar bem nos dispositivos móveis
  • Seu site precisa ter boa performance de carregamento
  • Seu site precisa estar com o SEO bem estruturado
  • Você precisa criar seu negócio no Google, para ser localizado
  • Você precisa estar nas redes sociais, pelo menos em uma delas com presença contínua, mesmo que seja compartilhando o posto do blog, ou material criado a partir dele, uma vez por semana
  • Você deve considerar estar no YouTube(que pertence ao Google e é uma das melhores formas de trazer acessos ao seu site) do jeito que puder, mesmo que com vídeos curtos que meramente mostrem produtos, serviços, entregas, etc, mesmo com vídeos sem grandes produções, feitos com smart phones

Com estas táticas simples, você conseguirá aumentar muito suas chances de se destacar nas buscas do Google.

Jogando o jogo do Google sem gastar

Muitos já começam afobados, pensando em gastar muito dinheiro e sair anunciando no Google para se destacar, mas como vimos, algumas  técnicas utilizadas pelas grandes empresas são gratuitas e estão ao alcance de pequenas empresas e profissionais liberais.

Mesmo assim a tentação de sair empenhando recursos valiosos em anúncios parece uma solução fácil: eu pago, eu apareço…

No entanto, é preciso pensar um pouco fora da caixa:

  • Muitos internautas bloqueiam anúncios
  • Muitos internautas já têm os olhos treinados para ignorar anúncios(assim como as mãos treinadas para pular anúncios no YouTube)
  • Muitos internautas estão procurando uma experiência, e não simplesmente achar e comprar de forma induzida e obediente

Especialmente este último ponto pode ser atestado pelo número de sites, blogs, landing pages e mesmo lojas virtuais e páginas de vendas que oferecem materiais grátis, como ebooks, planilhas, materiais para imprimir, etc.

A prova de que não adianta apenas anunciar(pagar)

Os anúncios podem ter um efeito muito benéfico se você está por exemplo anunciando um produto muito procurado em oferta, como um videogame, uma televisão, ou um suplemento alimentar, mas se o seu produto é qualificado e trabalha com valor agregado, como por exemplo uma consultoria, um serviço de fotografia, ou um curso, você precisa cuidar do conteúdo.

Um anúncio às vezes é como aquele vendedor que dá o preço da mercadoria e as condições de pagamento de forma seca e telegráfica.

Um bom conteúdo é sempre como um vendedor que está ali, 24 horas por dia, 7 dias por semana, mostrando a internautas o quanto você entende do que está fazendo.

Agora mesmo no que se refere a produtos muito desejados, como vídeo games, comprove clicando na imagem ao lado, que se uma pessoa está pensando em presentear alguém com um vídeo game, mas está mais preocupada com uma escolha qualificada e de qualidade do que com o preço, ele só começa a ter informação relevante na busca do Google por “melhor vídeo game” quando surgem os vídeos e logo a seguir posts de sites, blogs e revistas.

Os anúncios não dirão nada a quem procura uma compra qualificada, os anúncios são commodities, trazem o que todo mundo tem, preço, condições, ilustração, e mais nada…

O valor está na informação. Somos uma sociedade viciada e movida pela informação, e quem vai trazer o que realmente vale são os vídeos e os blogs que o Google encontra.

É a partir dali que o cliente tende a se envolver e comprar, não de um anúncio frio, e neste ponto, começa a ser tão valioso quanto o anúncio(ou mais) um vídeo ou post bem feito, com a diferença que você mesmo ou algum colaborador pode escrever este post. Na verdade talvez não haja ninguém melhor para escrever no lugar de vocês.

Faça você mesmo

Um cliente me comentou que depois de tentar agências e redatores freelancers, começou a postar menos em seu blog, porém com ele mesmo escrevendo, pois ninguém conseguia fazer posts realmente autênticos e úteis, com o nível de conhecimento e fluidez que ele tem em relação ao seu negócio.

Muitos empresários e profissionais liberais acreditam que não têm tempo para cuidar do seu conteúdo e sem recursos disponíveis para contratar alguém, cometem o grande erro de desistir do conteúdo próprio para meramente anunciar.

Eu sempre defendo que em duas horas no máximo é possível criar um post bom, ou gravar um vídeo minimamente interessante. Todos nós temos este tempo por semana, com certeza. Estamos falando em ideias e atitudes simples, mas que geram resultados.

Cada vez que você coloca um post no seu site você está aumentando sua árvore de conteúdo e isso faz com que o Google veja seu site de modo cada vez mais relevante.

Não se chega a um nível ótimo sem passar pelo nível básico. Pense em quanto conteúdo teria em seu site, se tivesse criado um conteúdo simples e bom por semana entre hoje e um ano atrás.

Algumas dicas de conteúdo para seu blog geralmente são dicas simples que estão na cara mas passaM um desapercebidos para muitas empresas e profissionais liberais:

  • Você pode entrevistar alguém que já utilizou seu produto ou serviço e conte uma história sobre seus benefícios
  • Você pode contar um case de como resolveu um problema para um cliente
  • Você pode contar para toda a internet que participou de evento relevante ou treinamento
  • Você pode fazer um vídeo simples da entrega de seu produto e postar no YouTube e compartilhar no seu blog com um ou dois parágrafos
  • Você pode responder perguntas frequentes que os clientes fazem, afinal muitas pessoas podem ter as mesmas perguntas e estarem procurando por elas no Google
  • Você pode dividir receitas, visões sobre procedimentos, inovações que criou

A essência da coisa, o que realmente importa é a empresa ou profissional liberal dividir o seu dia-a-dia essa é a lógica do blog, dividir o seu dia-a-dia com outras pessoas que podem estar interessadas naquela rotina para encontrar a solução para um problema ou para um meio de melhorar algo.

Para finalizar algo importante para você refletir: anúncios tem prazo de validade, somem depois de determinado tempo, posts não, pois o Google depende mais deles do que anúncios para ser “o Google”.

O Google vive de encontrar e entregar conteúdo bacana, como você viu nas imagens de resultados que postei neste post.

Peça um orçamento sem compromisso para criar seu site ou blog para se destacar no Google.

Tecle pelo WhatsApp 51 9 96547672 ou Envie um email para contato@alvaron.com.br

 Telegram