Alvaron

Guia para entender e utilizar o SEM em seus anúncios

Os internautas buscam online respostas para todos os tipos de perguntas e dúvidas.

O marketing de mecanismos de busca, ou SEM, é fundamental para posicionar os anúncios de sua empresa no Google o melhor possível.

Você está iniciando seu negócio, ou quer que ele seja encontrado online mais facilmente?

Então além de criar um site para sua empresa, há como medidas imediatas:

  • Ter um bom SEO(otimização para mecanismos de busca)
  • Trabalhar bem o SEM(marketing de mecanismos de busca)

Nós entregamos todos os sites que criamos com SEO estruturado(titles, descriptions, meta tags, nomes de imagens, etc).

Temos um bom material para você entender melhor o SEO em SEO para todo mundo entender e praticar – parte II

SEO e SEM têm objetivos semelhantes, mas são bastante diferentes.

Vamos ver como se diferem.

Glossário SEM

Para seguir e entender melhor o SEM, veja alguns temos que você deve conhecer:

  • SEM – marketing de busca
  • SERP – página de resultados do Google
  • SEO – otimização de mecanismos de busca
  • PPC – pagamento por clique
  • ROI – retorno do investimento
  • CTR – taxa de cliques

O básico sobre SEM

O marketing de mecanismo de busca é a ação de usar anúncios pagos para aumentar a visibilidade de um site nas SERPs.

Como o Google é o mecanismo de busca mais popular, muitos profissionais de marketing trabalham com o Google Ads para criar anúncios pagos.

Neste ponto é importante você entender a diferença entre tráfego pago e orgânico, então temos outro post para te ajudar: As diferenças entre investir em tráfego pago e tráfego orgânico

Quando você pesquisa algo no Google, geralmente vê:

  1. Anúncios na parte superior da página relacionados aos seus termos de pesquisa
  2. Abaixo disso, os resultados orgânicos que são páginas que correspondem à sua busca

Os anúncios no topo são pagos.

Esses são os primeiros resultados que um usuário verá em seu SERP, sendo uma boa maneira para as marcas divulgarem seus produtos, anúncios, blog ou promoções.

São anúncios em que você paga por clique, PPC.

Eles direcionam o tráfego de internautas motivados diretamente para o seu site, landing page, página de vendas, blog, ou loja virtual.

Assim, ajudam a aumentar o número de contatos e impulsionar as conversões.

O SEM então é uma estratégia que trabalha em várias frentes para melhorar o retorno do investimento(ROI).

SEO vs. SEM: Qual é a diferença?

O SEO trabalha mais com o tráfego orgânico e o SEM com o tráfego pago.

O SEO se concentra principalmente nos resultados de busca orgânica.

A ideia é aparecer o melhor possível nas páginas de resultado do Google, sem pagar por isso, de graça.

Nós explicamos como isso pode ser possível no vídeo abaixo:

Então, o ideal é combinar estratégias SEM e SEO juntas.

Embora o tráfego orgânico seja muito efetivo e gratuito, se você puder complementá-lo com anúncios, isso tem grande chance de colher bons resultados.

Fatores importantes trabalhados no SEM

Existem várias partes fundamentais que compõem o marketing de mecanismo de busca.

Vamos verificá-las tendo em mente o objetivo de criar anúncios que dão resultado para sua empresa.

Pesquisa de palavras-chave

A pesquisa de palavras-chave é o processo de descobrir os termos que os internautas estão usando, e que são relevantes para o seu produto ou serviço.

Uma palavra-chave não é necessariamente apenas uma palavra, mas geralmente uma frase curta que o internauta usa na sua busca.

O objetivo da pesquisa de palavras-chave é descobrir termos relacionados ao seu negócio e que os usuários normalmente usam ao pesquisar no Google.

Se você fizer uma boa pesquisa, poderá combinar os termos que internautas pesquisam e ter seu site institucional aparecendo melhor nas páginas de resultados.

Dê uma olhada em como isso funciona no post Google Trends melhora o foco e resultados de seu negócio

Recomendamos o Google Trends para equacionar palavras chave e anúncios, por ser muito eficiente e gratuito.

Anúncios direcionados

Uma boa estratégia para criar anúncios relevantes é segmentá-los com base no público que você está tentando alcançar.

Ao configurar sua campanha publicitária, você pode optar por exibir UM anúncio específico seguindo critérios que permitem aproveitar ao máximo seu orçamento.

Existem vários critérios para segmentar seus anúncios para que sejam vistos pelas pessoas certas, como:

  • Por idade: definindo faixas etárias para exibir seu anúncio.
  • Por sexo: optando por exibir seu anúncio apenas para o gênero determinado.
  • Por local: você pode definir que seu anúncio seja exibido apenas para pessoas de uma certa região.
  • Por dispositivo: você pode definir que anúncios sejam exibidos para internautas que navegam em dispositivos específicos.
  • Por programação: os anúncios podem ser exibidos apenas em determinadas horas que você determinar.

Pode parecer que é bom que seus anúncios sejam visíveis para o maior número de pessoas possíveis.

Na verdade, quanto mais segmentação em cada anúncio, mais relevantes eles se tornarão para os usuários que os veem, por sua vez gerando uma tendência de obter um melhor ROI.

Índice de qualidade

Esta é uma métrica crucial que pode influir decisivamente na frequência com que seu anúncio é exibido para os internautas certos.

O Google leva em consideração o índice de qualidade ao exibir um anúncio, portanto, se o seu anúncio não for bem escrito e relevante para a consulta dos pesquisadores, ele pode não ser exibido com tanta frequência.

Além disso, o Google leva em conta o conteúdo do site, página de vendas ou landing page para qual é direcionado o anúncio.

Nós explicamos melhor estes aspectos em No Google Ads qualidade do anúncio vale tanto quanto dinheiro

Portanto, para melhorar seu índice de qualidade:

  • Use palavras-chave que sejam relevantes e específicas para a página a qual você está promovendo
  • Escreva anúncios relacionados a essas palavras-chave
  • Direcione o anúncio para landing pages, páginas de vendas, sites, ou lojas virtuais informativas e com bom conteúdo

Leilão de anúncios

O leilão é um processo automatizado que começa sempre que um internauta busca no Google.

Basicamente, são considerados vários fatores em relação aos anúncios pagos para cada consulta e decidido quais anúncios atendem melhor à pesquisa do internauta.

Veja mais informações em Como começar a criar bons anúncios no Google Ads

Por exemplo, o Google escolherá os vencedores dos leilões de anúncios com base na relevância, no lance máximo e no índice de qualidade do anúncio(o quão relevante e claro o conteúdo do anúncio).

Esses fatores juntos determinam as chances de seus anúncios serem exibidos em SERPs.

Estes são os fundamentos para colocar seus anúncios em exibição:

  • Forneça uma lista de palavras-chave pelas quais você gostaria de competir nas buscas
  • Em seguida, você deve ter pelo menos um anúncio que corresponda às palavras-chave selecionadas
  • A seguir, defina um orçamento que deseja gastar para cliques nesses anúncios específicos

Ao fazer essas seleções, consulte sua pesquisa de palavras-chave para garantir que está gastando bem seu orçamento de publicidade.

Escolha palavras-chave que seu público-alvo esteja realmente pesquisando.

Isso diminuirá a chance que você dê lances em cliques irrelevantes para sua marca.

Dessa forma, os internautas que clicarem em seus anúncios, serão relevantes para o seu negócio.

PPC

O pagamento por clique é quando um anunciante paga cada vez que alguém clica em seu anúncio.

Esse tipo de marketing difere da publicidade mais estática, com a qual você paga uma taxa fixa para que seu anúncio seja exibido por um determinado período de tempo, independentemente de quantas pessoas interagem com ele.

O PPC na verdade envolve um pouco mais do que apenas pagar por cliques.

Se fosse tão simples, as marcas com orçamentos mais altos dominariam, dedicando mais dinheiro aos seus anúncios.

Em vez disso, as plataformas PPC, como o Google Ads, submetem os anúncios a um leilão, onde são avaliados antes de serem exibidos em uma SERP.

Dessa forma, mais anunciantes têm a chance de apresentar seu produto ao público.

Otimização de campanha e anúncio

Depois de criar seus anúncios, você deve monitorá-los e atualizá-los constantemente.

Dê uma olhada em suas campanhas regularmente para ver como estão se saindo e ajuste seus gastos com publicidade, palavras-chave ou texto do anúncio.

Depois de algum tempo, você verá quais palavras-chave e anúncios têm um bom desempenho e quais não estão produzindo os resultados esperados.

Os que estão gerando mais cliques são aqueles aos quais você deve prestar mais atenção, tanto porque estão gerando mais tráfego quanto porque você está gastando mais com esses anúncios.

Inteligência artificial

O Google está mudando para uma abordagem mais automática e centrada na IA.

Você pode configurar o Google Ads para exibir apenas seus anúncios de melhor desempenho, para não desperdiçar seu orçamento em anúncios com ROIs mais baixos.

O Google também oferece a opção de alimentar o sistema com vários títulos e descrições de anúncios combinando-os automaticamente para obter o anúncio ideal em qualquer leilão.

Outra opção automatizada é informar ao Google a landing page ou página de vendas para a qual você gostaria de direcionar os internautas e permitir que o Google crie os títulos dos anúncios para você.

Isso é conhecido como DSA ou anúncios dinâmicos da rede de pesquisa.

Com esse formato, o mecanismo de pesquisa examina suas páginas, determina o o seu conteúdo e, a seguir, cria automaticamente chamadas para dar aos internautas uma amostra do que estão prestes a clicar.

Essas novas opções podem economizar tempo e têm o potencial de revolucionar os negócios no futuro.

Se você quiser um orçamento sem compromisso para páginas de vendas, landing pages, ou sites para direcionar os anúncios de sua empresa, tecle com a gente pelo Whatsapp

 Telegram